Contratado no início da temporada, o meia Alê vem sendo um dos destaques do América nas boas campanhas que o time vem fazendo em 2020.

O jogador é titular absoluto da equipe comandada pelo técnico Lisca, e forma um meio de campo muito competitivo ao lado de Zé Ricardo e Juninho.

Na vitória por 3 a 1 sobre a Ponte Preta, na última terça-feira (23), no Independência, que garantiu o Coelho nas oitavas de final do torneio, Alê novamente foi peça importante.

Além de ser o principal articulador do time, o meia marcou o segundo gol no triunfo sobre a Macaca, após bela jogada coletiva do Alviverde.

Elogiado pelo comandante americano, que classificou o meia como "jogadoraço", após o confronto com o time campineiro, Alê retribuiu as palavras de apoio, destacando a importância do treinador para a sua eficiência nos jogos.

"Sobre a minha função dentro de campo que o Lisca comentou,  sempre falei que desde a chegada dele, ele me deu muita liberdade para jogar entre linhas, jogar um pouco mais baixo (avançado), pelas beiradas. Então, ele me dá essa liberdade, é o jeito que eu gosto de jogar, com muita mobilidade. Sempre deixei claro que a forma que ele me coloca em campo me favorece muito", afirmou o jogador, em entrevista à TV Coelho, nesta quarta.

Série B

Classificado na Copa do Brasil, o América volta o foco para o Campeonato Brasileiro da Série B.

Na quinta colocação da tabela, com 17 pontos, o Coelho tem pela frente dois adversários que também lutam por um lugar no G-4.

Nesta sexta, o Alviverde vai encarar a Chapecoense, às 19h15, na Arena Condá, em Chapecó, pela 11ª rodada da competição.

Três dias depois, o América vai encarar o CRB - 10º colocado, com 13 pontos - no estádio Rei Pelé, em Maceió, às 20h.

Com a mesma pontuação, e dois jogos a menos, a Chape está na frente do América na tabela pelo saldo de gols (5 a2).

Em busca do retorno ao grupo dos quatro primeiros que vao disputar a elite do futebol brasileiro em 2021, Alê afirmou que o Coelho vai buscar a vitória em Chapecó, tendo como base o triunfo sobre o Paraná, então líder, fora de casa, há duas rodadas.

"São dois jogos que praticamente são confrontos diretos. O CRB está bem na tabela, perto da gente também . A Chapecoense nem se fala, está fazendo uma campanha acima da média. "Então, vamos pensar jogo a jogo, primeiro a Chapecoense, que está um pouquinho na nossa frente. Sabemos que não podemos bobear, vamos para vencer. Sabemos que se não vencermos eles vão se distanciar da gente. A gente gosta desses jogos, as melhores partidas do América na Série B foram com equipes que estão na parte de cima da tabela e na Copa do Brasil que foram jogos decisivos", afirmou o meia.