O inglês Lewis Hamilton conquistou neste domingo (2) o Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1, realizado no circuito de Silverstone. Porém, o triunfo foi cheio de emoção e dramaticidade até as últimas curvas, pois o atual campeão mundial teve que se superar para garantir a vitória quando o pneu dianteiro esquerdo de sua Mercedes furou na última volta.

Esta emoção ficou evidenciada nas palavras do inglês logo após o final da prova: “Na reta o pneu furou, e o coração foi na boca nesta hora. Fiquei apenas rezando para completar a volta. Fiquei realmente arrepiado no final (…). Definitivamente nunca experimentei algo assim na última volta”.

A segunda posição do GP da Inglaterra ficou com o holandês Max Verstappen, da RBR, enquanto o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, foi o terceiro.

Com o triunfo deste domingo, Hamilton chega à terceira vitória da temporada, mantendo a liderança na classificação geral da categoria com 88 pontos. O segundo colocado é o finlandês Valtteri Bottas, também da Mercedes, com 58 pontos, enquanto o terceiro é Verstappen, com 52 pontos.

Em busca de recorde

Com o triunfo deste domingo, Hamilton somou o total de 87 vitórias em sua carreira, ficando a apenas quatro do recorde de maior número de vitórias de um mesmo piloto na categoria, que pertence ao alemão Michael Schumacher.

Protesto contra o racismo

O GP da Inglaterra também marcou o início da realização de um protesto contra o racismo como parte da programação oficial das provas de Fórmula 1. Agora, alguns minutos antes da volta de apresentação, os pilotos se reunião usando camisas com a frase “acabe com o racismo” para fazerem um ato.

Próxima prova

A próxima prova da temporada, que acontece no próximo domingo (9), terá um caráter especial, pois nela serão comemorados os 70 anos da categoria automobilística. A corrida terá o circuito de Silverstone como cenário.