Por mais complicada que seja a situação, o que fica evidente nas redes sociais é que grande parte dos torcedores do Atlético ainda sonham com a vinda do atacante Róger Guedes. Para se ter ideia, nesta quarta-feira (8), o jogador postou uma foto embarcando num avião particular e a celeuma foi criada imediatamente.

Rastreando a aeronave, alguns torcedores descobriram que a mesma pousou em Belo Horizonte. Contudo, não levaram em conta que a sede da empresa fica, justamente, na capital mineira. Guedes, que estava em São Paulo, há alguns dias, fez uso dos serviços para retornar ao Sul do país.

Na manhã desta quinta-feira (9), inclusive, ele retomou à preparação com Ramon Fabris, preparador físico do Criciúma e personal do atacante do Shandong Luneng.

Conforme apurou o Hoje em Dia, não houve avanço nas tratativas com o Atlético, pela complexidade financeira para tornar viável a vinda do atleta para o alvinegro. Com salário altíssimo na China, Guedes teria que abrir mão de muito dinheiro para voltar a defender o time brasileiro.

Além disso, o Shandong teria que pagar cerca de R$ 17 milhões ao Palmeiras, como previsto em contrato. No documento, o alviverde estipulou que, caso o jogador de 23 anos seja emprestado para qualquer outro clube do país, os chineses precisarão desembolsar esta quantia como forma de compensação.

A tendência, segundo apurou a reportagem, é que Róger Guedes volte mesmo ao Shandong em breve. Enquanto não acontece, ele segue se preparando "em casa".