Atração da tarde deste domingo (31), com a reprise pela TV Globo, às 15h45, a vitória por 1 a 0 do Atlético sobre o Cruzeiro, em 26 de novembro de 2014, além do título da Copa do Brasil, que era o mais importante em disputa, garantiu ainda outra marca ao Galo: um dos dois rivais passar uma temporada inteira sem ser derrotado no clássico.

E o ano de 2014 foi mesmo inesquecível para a torcida alvinegra no que se refere à realidade introduzida no clássico em 2013, de cada clube mandar os seus jogos em um estádio.

Diego trdelli 2014 Final Copa do BrasilDiego Tardelli marcou, no final do primeiro tempo, o gol que garantiu ao Atlético o título da Copa do Brasil de 2014, em decisão contra o Cruzeiro

Com o Atlético campeão da Libertadores, e o Cruzeiro do Brasileiro, isso em 2013, o ano seguinte começou com eles carregando as marcas de grandes times do futebol brasileiro. E a fama foi justificada, pois o Galo, além da Copa do Brasil, venceu a Recopa Sul-Americana, e a Raposa chegou ao bicampeonato brasileiro e ainda venceu o Estadual.

Aliás, o Campeonato Mineiro de 2014 está marcado pelo fato de os três clássicos, um pela primeira fase e dois pela decisão, entre Atlético e Cruzeiro terem terminado sem gol. E a trinca garantiu o título à Raposa, que jogou a final por dois empates ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols.

Tabu quebrado

Nas competições nacionais, só deu Atlético. O clube venceu os dois jogos pelo Brasileirão, sendo o segundo deles, em 21 de setembro, no Mineirão, a primeira vitória de um visitante na Era das Novas Arenas. O Galo fez 3 a 2, com dois gols de Carlos e um de Diego Tardelli. Ricardo Goulart e Alisson marcaram para a Raposa. Antes, os alvinegros tinham feito 2 a 1, de virada, no Independência, em 11 de maio.

Na primeira partida pela decisão da Copa do Brasil, em 12 de novembro de 2014, no Independência, o Atlético já tinha feito 2 a 0, encaminhando o título que foi confirmado na noite de 26 de novembro, no Gigante da Pampulha.

Comemoração dos jogadores atleticanos após conquista da Copa do Brasil 2014

Jogadores, comissão técnica e diretoria do Atlético fazem uma oração durante a comemoração pela conquista do título da Copa do Brasil de 2014

Os sete clássicos de 2014 integram a lista de 11 clássicos de invencibilidade que o Galo alcançou no confronto entre 13 de outubro de 2013, quando fez 1 a 0, no Horto, pelo Brasileirão, e 19 de abril de 2015, quando venceu por 2 a 1, de virada, no Mineirão, pelas semifinais do Estadual. Na série invicta, foram seis vitórias alvinegras e cinco empates.

A FICHA DO JOGO

CRUZEIRO 0
Fábio; Ceará (Júlio Baptista), Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton e Henrique (Willian Faria); Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Willian (Dagoberto); Marcelo Moreno. Técnico: Marcelo Oliveira

ATLÉTICO 1
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete e Rafael Carioca; Luan (Maicosuel), Dátolo e Carlos; Diego Tardelli (Eduardo). Técnico: Levir Culpi

DATA: 26 de novembro de 2014
LOCAL: Mineirão
MOTIVO: Segunda partida da decisão da Copa do Brasil
GOL: Diego Tardelli, aos 44 minutos do primeiro tempo
ARBITRAGEM: Luiz Flávio de Oliveira, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Emerson Augusto de Carvalho, todos de São Paulo
CARTÃO VERMELHO: Leandro Donizete (Atlético)
CARTÃO AMARELO: Bruno Rodrigo, Egídio e Willian (Cruzeiro); Leonardo Silva, Rafael Carioca, Dátolo, Luan e Maicosuel (Atlético)
PÚBLICO: 39.786
RENDA: R$ 7.855.510,00