Agora é oficial. o Atlético confirmou, na tarde desta segunda-feira (10), a venda do goleiro Cleiton para o Red Bull Bragantino.

O Galo usou as redes sociais para anunciar a saída do arqueiro, que estava defendendo a Seleção Sub-23, classificada para os Jogos Olímpicos.

O alvinegro alega que uma cláusula de confidencialidade impede que valores e condições do negócio sejam divulgados. A assessoria de comunicação do Atlético apenas confirmou que o clube vai manter um percentual dos direitos econômicos do atleta em caso de transferência futura.

Entretanto, o Hoje em Dia apurou que o time paulista pegou cerca de 5 milhões euros (R$ 23,6 milhões) por 70% dos direitos econômicos do goleiro.

Histórico

Aos 22 anos, Cleiton chegou ao Atlético em 2014, para atuar pelo time sub-20. A estreia do goleiro na equipe principal ocorreu no dia 25 de junho de 2017, quando o alvinegro venceu a Chapecoense por 1 a 0, em Chapecó, em duelo válido pelo Campeonato Brasileiro.

Com a ausência de Victor, que ficou afastado por mais de quatro meses no segundo semestre do ano passado, em função de uma tendinite no joelho esquerdo, Cleiton ganhou uma sequência como titular e correspondeu.

As boas atuações renderam ao jovem goleiro várias convocações para a seleção olímpica e despertaram o interesse de equipes do Brasil e do exterior.

Pelo time principal do Atlético, Cleiton disputou 43 jogos e sofreu 40 gols. No Red Bull Bragantino, o jogador vai reencontrar o atacante Alerrandro, que defendia o Galo até o fim do ano passado e também se transferiu para o time paulista.

Com a saída de Cleiton, o Atlético conta com Michael, Victor e o jovem Matheus Mendes para a posição. A tendência é de que o alvinegro vá ao mercado em busca de mais uma opção para a função

 O clube monitora a situação de Rafael, que trava um embate judicial com o Cruzeiro. Caso consiga a liberação da Raposa, é possível que o Galo consolide uma proposta para contar com o atleta.  

Cleiton Atlético Galo