A reta final de 2019 reservou uma boa notícia para o 2020 do Atlético. Pouco utilizado durante a maior parte da temporada, Marquinhos foi um dos principais jogadores da equipe nos últimos jogos do ano e, gozando de prestígio com o torcedor, começou o Campeonato Mineiro como titular da equipe de Rafael Dudamel. O meia-atacante estava entre os 11 que entraram em campo na vitória por 1 a 0 diante do Uberlândia, na abertura do Estadual.

No entanto, a oportunidade de novamente ser titular veio somente nesse domingo (2), quando o Galo enfrentou o Tombense com um time alternativo. Mais uma vez, o jovem de 20 anos se destacou, marcando um belo gol na segunda etapa. Foi justamente na metade final da partida que o futebol do prata da casa apareceu, quando Dudamel o posicionou no lado esquerdo do ataque atleticano, seu preferido.

a

"Nos treinos eu já falei para ele (Dudamel) que prefiro jogar pelo lado esquerdo, mas a gente não escolhe onde quer jogar. O treinador pede, e a gente tem que estar aqui para servir o Atlético da melhor maneira possível. Eu me sinto melhor do lado esquerdo, onde faço jogadas, me sinto mais leve e solto", explicou.

A boa atuação do meia-atacante pode ter colocado dúvida na cabeça de Dudamel. Será que vale a pena apostar em Marquinhos na importante partida diante do Unión Santá Fé nesta quinta-feira? A cria da base alvinegra se colocou à disposição para ajudar a equipe tanto como titular como saindo do banco.

"Todo mundo tem o desejo de ser titular no Atlético, num clube grande como esse, com história. Estou trabalhando para isso. Se for para ser titular ou ficar no banco, estou aqui para ajudar meus companheiros a conquistar títulos", disse.

Para ser titular pela primeira vez em uma partida internacional com o elenco principal, Marquinhos terá que desbancar Hyoran, que joga do lado esquerdo do ataque e goza de prestígio com Dudamel, ou Edinho, que atua pela ala direita do campo.