Após o presidente do conselho gestor do Cruzeiro, Saulo Fróes, indiciar a iminente saída de Fred do clube, o atacante foi liberado pela diretoria dos treinamentos até a próxima segunda-feira (20), dia em que vai ocorrer uma reunião entre a Raposa e o staff do centroavante.

Além da atividade desta sexta, o camisa 9 vai ficar de fora de um jogo-treino marcado para o sábado e de outros trabalhos previstos para os jogadores no domingo, na Toca da Raposa II.

Apesar de o martelo ainda não ter sido batido, a tendência é de que Fred encerre a sua segunda passagem pelo clube estrelado.

Na última quinta-feira, Saulo Fróes indicou que dificilmente o centroavante vai permanecer na equipe celeste em 2020.

"Infelizmente, na nossa opinião, o Fred está irredutível. Na nossa avaliação, ele não deve permanecer. Não houve interesse dele em reduzir o salário. Por enquanto, não apareceu nenhum clube, então vamos resolver a situação dele", afirmou o dirigente, que ainda revelou que duas reuniões com o staff do jogador já foram realizadas sem que houvessem avanços em um possível acordo.

Fred Cruzeiro

Mesmo tendo se apresentado normalmente junto com o restante do time, no dia 6 de janeiro, a permanência de Fred sempre foi considerada improvável no clube.

O rendimento ruim no primeiro semestre, aliado ao alto salário do jogador, muito acima do teto de R$150 mil, estipulado pela atual diretoria, faziam com que o cenário se desenhasse para a despedida do atacante da Toca II.

Com duas passagens pelo Cruzeiro, a segunda iniciada em dezembro de 2017, Fred acumula 140 jogos e 81 gols pela Raposa. O jogador ainda é pivô de um imbróglio na Justiça envolvendo uma cobrança do Atlético  - ex-clube do atacante - que afirma que tem direito a receber R$10 milhões pela transferência do atacante para o Cruzeiro, no final de 2017, em função de cláusula prevista no contrato do atleta com o Alvinegro.

Sem Fred, e possivelmente sem Sassá – que negocia uma transferência para o Coritiba -  o técnico Adilson Batista vem escalando o jovem Vinícius Popó, de apenas de 18 anos, no comando de ataque durante os treinamentos.