O Itambé/Minas acertou a contratação da oposto Sheilla, bicampeã Olímpica com a Seleção Brasileira. A negociação foi adiantada pelo jornalista Bruno Voloch e o Hoje em Dia confirmou que as conversas terminaram com final feliz para o clube minastenista. Em reunião realizada entre a dirigentes do Minas e pessoas ligadas à Itambé, os valores foram acertados e o principal patrocinador da equipe aceitou bancar os salários da atleta.

A expectativa é que o Minas Tênis Clubes anuncie oficialmente a contratação de Sheilla nas próximas horas. O contrato da jogadora de 35 anos terá validade até o final da Superliga Feminina 2019/2020.

Sheilla volta ao Minas após 15 anos, já que defendeu o clube entre 2001 e 2004, e conquistou o título da Superliga Feminina de Vôlei na temporada 2001/2002.

A oposto Sheilla não atua desde o encerramento dos Jogos Olímpicos de 2016, quando anunciou sua despedida da seleção brasileira.

A contratação da jogada acontece para suprir a ausência da oposto Bruna Honório, um dos destaques do clube nas conquistas da Superliga, do Sul-Americano, da Copa Brasil e do Campeonato Mineiro na última temporada.

Bruna passou por cirurgia para corrigir um problema cardíaco, foi cortada da Seleção Brasileira por esse motivo, e segue com o tratamento antes de retornar às quadras.

(Hugo Lobão sob supervisão de Guilherme Piu)