Veterano da Fórmula 1, da qual se aposentou no final de 2017, Felipe Massa conquistou o terceiro lugar da etapa de Mônaco da Fórmula E, neste sábado (11), e comemorou o primeiro pódio na categoria de carros elétricos do automobilismo mundial. Estreante na Fórmula E depois de ter sido contratado pela equipe Venturi no fim do ano passado, o piloto brasileiro só ficou atrás do francês Jean-Éric Vergne, vencedor da corrida na tradicional pista de rua monegasca, e do britânico Oliver Rowland, segundo colocado.
 
"É uma sensação fantástica. A corrida foi incrível, é a prova de casa para a equipe. Incrível sensação de anotar o primeiro pódio pela primeira vez, até porque foi em casa", comemorou Massa após conquistar a terceira posição.
 
No circuito de Montecarlo, Massa precisou segurar a pressão do alemão Pascal Wehrlein no fim da prova para assegurar o seu lugar no pódio, sendo que o seu carro chegou a ser tocado pelo monoposto do alemão na última volta.
 
Vergne, por sua vez, triunfou depois de ter largado da pole. Ele também sofreu pressão de Rowland, mas sustentou a ponta para conquistar a sua segunda vitória nesta temporada. Ele é o único com dois triunfos nesta temporada 2018/2019 e, com este em Mônaco, assumiu a liderança do campeonato, com 87 pontos. Ele ultrapassou o alemão André Lotterer, agora segundo colocado, com 82, enquanto o holandês Robin Frijns vem logo atrás, com 81.
 
Já o brasileiro Lucas Di Grassi acabou abandonando a prova deste sábado em Mônaco, mas ainda está na luta pelo título nesta reta final da temporada, que conta com mais quatro provas. Ele é o quinto na classificação geral, com 70 pontos.
 
A próxima etapa da Fórmula E está marcada para o dia 25 de maio, em Berlim, na Alemanha. Depois disso, o campeonato contará com provas em Berna, na Suíça, em 22 de junho, e Nova York, palco das duas últimas corridas do calendário, em 13 e 14 de julho.