A 10ª rodada da Superliga masculina de vôlei foi positiva para as equipes mineiras. Cruzeiro e Minas obtiveram importantes vitórias, e subiram na tabela de classificação da competição.

Jogando no Ginásio do Riacho, em Contagem, a equipe estrelada venceu o Sesc-Rio, líder do torneio, de virada, por 3 sets a 1 (23-25, 25-23, 25-22 e 25-20), e pulou para a vice-liderança, com 22 pontos, três a menos equipe carioca, mas com um jogo a menos que o rival. Foi a terceira vitória consecutiva da Raposa na Superliga.

A partida foi marcada pela expulsão do oposto Wallace, que fez história com a camisa do Cruzeiro, e que hoje defende o Sesc. No terceiro set, o jogador se exaltou com a arbitragem, reclamou muito de uma marcação, e acabou excluído da partida.

Na próxima quinta-feira, o time comandado pelo técnico Marcelo Méndez enfrenta o São Judas Vôlei, no ginásio Baetão, em São Bernardo do Campo, em São Paulo, em jogo atrasado da sétima rodada.

Virada no Paraná

Em um jogo bastante equilibrado, o Minas venceu o Maringá por 3 sets a 2, com parciais de 25/14, 25/27, 25/14, 21/25 e 15/12, no Paraná, e chegou a segunda vitória consecutiva na competição.

O triunfo levou a equipe da capital a sétima colocação, com 14 pontos, em dez jogos disputados (5 vitórias e 5 derrotas). Foi o segundo resultado positivo seguido da equipe dirigida pelo técnico Nery Tambeiro.

No próximo sábado (22), às 17h, o Minas volta a quadra para enfrentar o Caramuru Vôlei, na Arena do Minas.