O ciclismo de montanha brasileiro vive seu melhor momento com um atleta pela primeira vez entre os cinco do mundo (o fluminense Henrique Avancini) mas, também, por conta do nível técnico e da variedade das provas, com desafios cada vez mais variados.

Um dos mais recentes chega essa semana à segunda edição, apostando na resistência de quem está acostumado a pedalar longas distâncias e na beleza da paisagem de um dos cartões-postais de Minas, a Serra do Cipó. O Cipó Cup: Mountain Bike Challenge reserva 400 quilômetros de trilhas inóspitas de quarta-feira a domingo, tendo Conceição do Mato Dentro como ponto nevrálgico.

Correndo sozinhos (categoria Solo) ou em duplas, os inscritos enfrentarão subidas pesadas e descidas técnicas, atravessarão cursos d’água e várias pequenas propriedades da região, hospedando-se em pousadas e desfrutando da culinária local nos raros momentos de descanso. Pelo caminho, localidades como Morro Redondo e Cabeça de Boi, esta conhecida pela beleza de suas cachoeiras.

E a lista de inscritos para a prova desse ano sugere um duelo Brasil x Itália – o toque estrangeiro é garantido por um velho conhecido das trilhas mineiras, Marzio Deho, bicampeão do Iron Biker em 1998/1999 e um dos mais fortes atletas do planeta em maratonas de Mountain Bike. Ele virá direto da Valseriana Marathon, disputada na região da Lombardia.

O principal candidato a encará-lo e fazer as honras da casa é o brasiliense Alexandre Manzan, que começou no triatlo (foi vice-campeão do Circuito Mundial em 1996) e se especializou em provas extremas, seja correndo a pé ou sobre a bicicleta. O mineiro Gabriel Domeniconi é outro dos fortes candidatos a um lugar no pódio.

Para boa parte dos ciclistas, no entanto, a principal luta é com os próprios limites, para fazer jus à camisa de “Finisher” e à medalha de participação. O que não será fácil, como promete o organizador e também ciclista Antônio Duarte Gonçalves, o Ticorico, que caprichou na escolha dos caminhos pelos quais passará o pelotão de ciclistas. Que será reforçado domingo pelos inscritos na categoria Expedition, que optaram por pedalar apenas no último dia.

Uma das características do evento é a cronometragem via satélite, que permitirá a localização dos atletas em tempo real pela internet.