Em meio à despedida de Felipe Massa como piloto de Fórmula 1 no Autódromo de Interlagos, o GP do Brasil registrou neste domingo (12) seu maior público nos últimos seis anos. Ao todo, 141.128 torcedores compareceram ao circuito de São Paulo nos três dias da etapa, entre sexta-feira e domingo.

Trata-se de um aumento de 10% em comparação ao público presente no GP do ano passado. A prova de 2016, que marcara primeira despedida de Massa (ele voltaria atrás um mês depois após receber convite da Williams para correr por mais um ano), registrara o menor número de espectadores dos últimos quatro anos, com 128.100 pessoas no autódromo.

O maior público do GP brasileiro antes deste realizada neste ano ocorreu em 2011, com 143.916. Naquela temporada, o alemão Sebastian Vettel, então piloto da Red Bull, já chegara ao Brasil como campeão do mundo.

A corrida deste ano alcança um bom número de público em meio à preocupação quanto ao futuro do Brasil na Fórmula 1. Com a despedida definitiva de Massa, após o GP de Abu Dhabi, no dia 26, o País não terá um representante no grid em 2018. Será a primeira vez que isso acontece desde o ano de 1969.

A organização do GP do Brasil já afirmou não se preocupar com a ausência de um brasileiro. Na avaliação de Tamas Rohonyi, promotor da corrida, o público que costuma assistir às corridas de F-1 em Interlagos é cativo, fã de automobilismo, e não frequenta o autódromo somente por causa da presença de brasileiros no grid.

Leia mais:

Hamilton celebra corrida e torce por permanência de Interlagos na Fórmula 1

Em despedida, Massa valoriza 7º lugar: 'É como uma vitória para mim'

Hamilton brilha, mas Vettel vence no Brasil em prova com recorde de Verstappen