Não foi desta vez que Luiz Razia chegou ao título da GP2. O brasileiro terá que se contentar com o vice-campeonato depois que o italiano Davide Valsecchi assegurou o troféu da temporada por antecipação, neste sábado (22), ao vencer a primeira bateria do GP de Cingapura.

Ao chegar em quarto lugar, o italiano chegou aos 241 pontos e não pode ser mais alcançado pelo brasileiro, que se igualou a Nelsinho Piquet (2006), Lucas di Grassi (2007) e Bruno Senna (2008), outros vice-campeões da categoria.

Razia, que ficou em quinto, precisava chegar à frente do rival para adiar a decisão do título para domingo, quando será disputada a segunda bateria noturna de Cingapura. Ele soma agora 214 pontos, insuficiente para sonhar com o troféu. Outro brasileiro na disputa, Felipe Nasr, companheiro de equipe do campeão, Valsecchi ocupa o décimo lugar no campeonato, com 93 pontos.

Assim como Piquet, Di Grassi e Senna, Razia espera que o bom desempenho na GP2 abra as portas para uma chance na Fórmula 1 - também terá corrida em Cingapura neste final de semana.

Há duas semanas, o brasileiro participou do teste de novatos, no circuito francês de Magny-Cours, com a Force India. Razia sonha com uma possível vaga na equipe após uma possível transferência de pilotos ao fim da temporada.