Eleito o melhor técnico do Brasileirão 2015, Tite admitiu na noite desta segunda-feira que pretende trabalhar no futebol italiano assim que encerrar seu contrato com o Corinthians. O treinador afirmou que atuar no país europeu é um "sonho".

"Tenho sonho de ir para o futebol italiano, até porque tenho domínio da língua. Então, se ao terminar meu contrato com o Corinthians abrir essa possibilidade, eu vou sim", afirmou o treinador, que tem vínculo com o clube paulista até o fim de 2017. Tite fez a declaração ao receber o prêmio de melhor treinador do Campeonato Brasileiro, em evento transmitido pelo Sportv.

A premiação coroou o Corinthians, time com mais jogadores (cinco) na seleção ideal do campeonato. Ao exaltar seus jogadores, na premiação, Tite revelou seu segredo na montagem da equipe: concorrência interna.

"É preciso concorrência em cada uma das posições para manter nível técnico. É preciso exigência no treinamento. Precisa trazer o treinamento perto da situação de jogo. Se não fizer isso, o jogador vai estar se enganando", disse o treinador.

Lembrando da trajetória do time ao longo da temporada, Tite apontou a eliminação na Copa Libertadores, diante do modesto Guaraní, do Paraguai, como o momento crucial no crescimento da equipe neste ano.

"O momento mais difícil foi quando teve um grande momento na Libertadores mas fez o jogo errado, perdeu. Ficou muito pressionado no jogo da volta, e a falta de maturidade interferiu em não reverter o placar. Mas aí amadureceu, saíram jogadores e foi o momento crucial da direção, de dar tranquilidade", recordou Tite.