O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, admitiu nesta terça-feira (17) ter interesse na contratação do meia Paulo Henrique Ganso, do São Paulo. O jogador deixou o clube da Vila Belmiro para se transferir ao Morumbi em 2012 e, segundo o dirigente, apesar da vontade do reforço, a operação teria que esperar até o fim da temporada, em 6 de dezembro, quando se inicia a janela de transferências.

"Eu estava brincando que a temporada de 'caça ao Ganso' só começa depois de 6 de dezembro, quando termina o Campeonato Brasileiro. Não se pode fazer nenhum contato, nenhuma conversa para os dois clubes. Não desrespeitaria o São Paulo nunca", disse o dirigente em entrevista ao canal SporTV. Modesto está em Salvador, onde acompanha na noite desta terça-feira o jogo entre Brasil e Peru pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Na última semana, o jogador disse em entrevista coletiva no São Paulo que pretende continuar no clube em 2016, mas ao mesmo tempo não descartou a possibilidade de trocar de equipe. Nesta temporada, o Flamengo e o Orlando City já tentaram levar o meia, além do próprio Santos.

O dirigente afirmou que por enquanto falar da possível contratação de Ganso é desrespeitar o São Paulo, que é concorrente direto do clube para terminar o Campeonato Brasileiro no G4. No momento o time alvinegro leva vantagem, por estar na quarta posição, com 54 pontos, um a mais do que a equipe do Morumbi. Restam quatro rodadas para o fim da competição.

A próxima janela de transferências vai chegar com duas missões para o Santos. O clube tentará segurar os meias Lucas Lima e Marquinhos Gabriel. "Não tem que começar a imaginar que vamos sair contratando, até porque o Santos não vive uma situação financeira folgada. Qualquer contratação tem que passar por prioridades. Nossa maior prioridade é o Marquinhos Gabriel", disse.