Lewis Hamilton só teve motivos para celebrar neste domingo (11). Com a vitória no GP da Rússia, o inglês ampliou sua vantagem na liderança do campeonato. Além disso, comemorou a marca de Ayrton Senna que superou em Sochi e o título antecipado da Mercedes no Mundial de Construtores.

Hamilton superou o brasileiro ao faturar sua 42ª vitória na F1. Senna tinha 41. Ao superar o ídolo, o inglês se igualou ao alemão Sebastian Vettel. Agora os dois pilotos em atividade só estão atrás dos 51 triunfos do francês Alain Prost e dos 91 do alemão Michael Schumacher. "É um momento especial superar Ayrton", celebrou Hamilton.

Com seus 25 pontos conquistados neste domingo, o inglês contribuiu de forma decisiva para o título da Mercedes. A equipe assegurou a conquista, com quatro corridas de antecedência, por causa da punição aplicada ao finlandês Kimi Raikkonen. Ao cair do quinto para o oitavo lugar, por ter atingido o compatriota Valtteri Bottas no final da corrida, o piloto perdeu os pontos que mantinham a Ferrari na briga.

"É muito especial conquistar o Mundial de Construtores e é uma sensação especial fazer parte disso. Estava muito orgulhoso no pódio, olhando para o sorriso deles lá embaixo. Me vejo como uma pequena peça de uma grande engrenagem formada por muitas pessoas", festejou o inglês.

Hamilton só teve a lamentar o abandono do companheiro Nico Rosberg no início da prova. O alemão teve problemas no pedal do acelerador e não conseguiu seguir em frente na corrida - estava em segundo, logo atrás de Hamilton ao levar seu carro para os boxes. "O pedal veio em minha direção. Chegou um momento em que eu não conseguia mais virar o volante porque tinha que levantar muito o pé e minha perna encostava no volante", explicou Rosberg.

"O automobilismo pode ser duro às vezes. Foi um fim de semana decepcionante para mim. Nos últimos meses eu tive alguns momentos de azar, o que tornou bem difícil a batalha contra Lewis. Mas vou seguir em frente tentando tirar o máximo do carro", lamentou o alemão, que não deixou de comemorar o título de Construtores. "Ao menos garantimos o título pelo segundo ano seguido."

Com o resultado deste domingo, as chances de Rosberg na briga pelo título ficaram bem reduzidas. Além de ver Hamilton disparar, com seus 302 pontos, o alemão foi superado pelo compatriota Sebastian Vettel, que agora tem 236 pontos e é o novo vice-líder do campeonato. Rosberg estacionou nos 229 pontos.