Em reunião realizada na manhã desta quinta-feira (10), na sede do Flamengo, na Gávea, no Rio de Janeiro, representantes de 13 clubes aprovaram a criação da Liga Sul-Minas. A ideia é realizar um torneio ainda no primeiro semestre de 2016.

O campeonato contaria com dez equipes (duas de cada Estado) escolhidas a partir do ranking da CBF, e seria adaptado ao calendário dos Estaduais em oito datas. Além dos grandes da região Sul e de Minas, dois cariocas se juntam aos times signatários da Ata de Constituição da Liga. São eles Flamengo, Fluminense, Atlético, Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Atlético-PR, Coritiba, Avaí, Chapecoense, Criciúma, Figueirense e Joinville.

Após a reunião, o Flamengo divulgou em nota oficial que a criação da liga deu “um importante passo rumo à modernização do futebol brasileiro”.

“A liga recém-fundada representa um importante avanço nas relações entre as agremiações e reforça a necessidade de que os clubes, os verdadeiros promotores do esporte, tenham maior relevância e autoridade na discussão dos rumos do futebol brasileiro. Com a constituição da Liga, novos desafios se apresentam, entre eles regulamentar e organizar a primeira competição para 2016”, continuou a  declaração do Rubro-Negro.

Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro, foi escolhido para presidir a entidade, que deve entregar o estatuto da nova liga à CBF ainda nesta quinta.