O fim de semana do GP da Bélgica será especial para Michael Schumacher. No domingo, quando disputar a prova no circuito de Spa-Francorchamps, o piloto alemão completará a marca de 300 GPs na sua gloriosa carreira. O veterano evita falar em aposentadoria, mas admitiu nesta quinta-feira que não vai realizar o pedido de um torcedor que expôs uma faixa sugerindo que o alemão completasse as 400 corridas.

"Quatrocentas corridas? Acho que podemos dizer que não, mas é bom ter torcedores me incentivando a continuar", disse. "Trezentos é um número interessante e bonito. Um número em que eu não pensei quando eu me aposentei no final de 2006", afirmou. "Em algum momento falou-se se alguém poderia superar os 250 do(piloto italiano) Riccardo Patrese", lembrou.

Quando largar no domingo, Schumacher vai fazer parte de um clube exclusivo, de pilotos com 300 ou mais GPs, que só contava com o brasileiro Rubens Barrichello, com 326 corridas. E o alemão poderia ter alcançado a marca bem antes, se não tivesse se aposentado para depois retornar à Fórmula 1, pela Mercedes, apenas em 2010.

O feito vai ser alcançado em uma pista com a qual o veterano desenvolveu uma relação especial. Schumacher, que recebeu o título de cidadão honorário de Spa nesta quinta-feira, estreou na Fórmula 1, em 1991, no circuito belga. No ano seguinte, a pista foi o palco da primeira das suas 91 vitórias.

"Esta manhã eu tive uma agradável recepção para me tornar cidadão honorário de Spa. Para mim, foi algo realmente especial", disse. "Primeira corrida, primeira vitória, o sétimo título (mundial), ano passado foi o 20º aniversário e agora a 300ªcorrida".

De acordo com as estatísticas, Schumacher é o maior piloto da história da Fórmula 1, com 155 pódios, 68 pole positions, 77 melhores voltas e sete títulos mundiais. O alemão venceu seis vezes o GP da Bélgica. Schumacher estreou na Jordan em 1991 e conquistou os títulos mundiais de 1994 e 1995 pela Benetton. Ele foi para a Ferrari em 1996, onde conquistou cinco vezes o Mundial de Pilotos e ajudou a equipe a faturar seis vezes o Mundial de Construtores.