Pelas circunstâncias do clássico da tarde deste domingo (8) contra o Cruzeiro, no Mineirão, com apenas 1.050 torcedores do Atlético, o técnico do time alvinegro, Levir Culpi, deixou o Gigante da Pampulha comemorando. “Um a um é melhor do que zero a zero, mas matematicamente o resultado não é bom. Mas fico feliz que nosso time não pipocou. Estávamos com menos de 10% dos torcedores e ainda tivemos condições de vencer o jogo. Até consideramos o resultado justo pelo que as duas equipes apresentaram, mas gostei da forma da equipe em campo que não se intimidou”, avaliou Levir. 
 
A pressão da torcida adversária durante os 90 minutos foi considerada pelo técnico do Galo como um ensaio para os próximos compromissos do Galo na Libertadores, competição em que o time perdeu os dois primeiro jogos e precisa vencer os próximos quatro compromissos se quiser avançar. O primeiro deles será dia 18 de março, em Bogotá, contra o Santa Fé, da Colômbia, que lidera o Grupo 1.
 
“O time não teve medo, procurou fazer algumas jogadas interessantes. Mas nós podemos e vamos jogar mais do que isso. Acho que, com o Mineirão cheio, nós arrancamos um bom resultado. É bom que a gente vai se preparando também para os próximos jogos da Libertadores, onde a rivalidade também é muito grande, porque é país contra país”, completou.
 
Pelo Estadual, o Atlético volta a campo na quinta-feira (12) contra a Caldense, no Sul de Minas.