Cobiçado por Palmeiras e Flamengo, o ex-diretor de futebol do Vasco Rodrigo Caetano ainda espera ouvir as propostas dos clubes para decidir onde vai trabalhar em 2015. O dirigente começa a definir seu futuro na semana que vem, já que ele está passando férias na Bahia com a família e o último contato dos dirigentes foi feito há alguns meses.

A reportagem conversou com pessoas ligadas ao dirigente e elas falaram que os dois clubes estão empatados na disputa, já que tomaram posturas parecidas e não o procuraram nos últimos dias. Rodrigo teve uma reunião com o presidente Paulo Nobre há alguns meses, quando ouviu as ideias do dirigente do Palmeiras e conversaram sobre como ele poderia ajudar na reconstrução da equipe para a próxima temporada. O tempo passou, e mesmo após ser reeleito, Nobre não fez mais nenhum contato com o ex-vascaíno.

Em relação ao Flamengo, Rodrigo foi procurado em maio para assumir a vaga de Paulo Pelaipe, que estava deixando o clube. Sem acerto, Felipe Ximenes foi contratado, mas acabou sendo demitido nesta semana. Por isso, o nome do ex-dirigente do Vasco volta a ser comentado pelos lados rubro-negros, entretanto, ainda não foi feito nenhum contato.

Algo que pode ter atrapalhado nas negociações com os dois clubes foi o fato de Rodrigo Caetano deixar claro que jamais negociaria com qualquer clube enquanto o Vasco estivesse disputando a Série B do Brasileiro. Ele está incomunicável e já avisou que só vai conversar com possíveis interessados a partir da semana que vem. O dirigente já disse algumas vezes para amigos que trabalhar em São Paulo seria um grande desafio, pois foi dirigente apenas em times do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro. Entretanto, parece bem adaptado ao Rio e tem um histórico pelos clubes cariocas. Antes do Vasco, já trabalhou no Fluminense, clube que também chegou a cogitar seu nome recentemente.

Enquanto isso, Palmeiras e Flamengo esperam. O clube alviverde tem o diretor executivo, José Carlos Brunoro, e o gerente de futebol, Omar Feitosa, como responsáveis pelo futebol do clube, mas os dois devem deixar a equipe após o Brasileiro. Já o Flamengo, após demitir Felipe Ximenes espera por Rodrigo Caetano, mas também observa o mercado atrás de outras opções.