Os novos tetracampeões do mundo chegaram a Berlim nesta terça-feira (15), dois dias depois de derrotarem a Argentina por 1 a 0 no Maracanã na final da Copa do Mundo. Na festa do título, diante de 500 mil torcedores, os jogadores da Alemanha resolveram prestar uma "homenagem" à seleção argentina.

Depois de o grupo desfilar em carro aberto pelas ruas da capital alemã, seis jogadores do time - entre eles Weidenfeller, Schürrle, Götze e Kroos - ironizaram os vice-campeões mundiais. Na provocação, os atletas se abaixaram e cantaram: "somos argentinos, e argentinos andam assim". Em seguida, ergueram a cabeça e gritaram: "somos alemães e alemães andam assim".

A provocação causou indignação na Argentina. O diário "Olé" criticou os alemães e frisou que a brincadeira era um ato de discriminação. "Olhem como nos imitaram os jogadores alemães. Espero que a AFA repudie o dano dos jogadores alemães à seleção argentina. Que um fã faça algo assim, é algo grave. Que um jogador proceda assim, é pior pelo que ele representa", disse o jornalista Juan Pablo Méndez.

A Alemanha voltou a vencer a Argentina em mais uma decisão da Copa do Mundo. O fato já havia ocorrido em 1990, na Copa da Itália. Na ocasião, o time europeu também bateu o rival por 1 a 0. A seleção alemã, dessa forma, encerrou um jejum de 24 anos sem título. Os argentinos, por sua vez, continuam sem erguer a taça da Copa do Mundo. A última conquista deu-se em 1986, no México, justamente sobre a Alemanha (3 a 2).