O ministro da Advocacia-Geral da União, Bruno Bianco, confirmou, nesta sexta-feira (24), que foi contaminado pela Covid-19. Agora, já são três o número de ministros contaminados pela doença. Além de Bianco, foram diagnosticados a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina; e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Diante da constatação da doença, tanto Tereza Cristina como Bianco cancelaram a agenda e encontram-se isolados. No caso de Queiroga, a doença foi diagnosticada em meio à viagem com a comitiva do presidente Jair Bolsonaro a Nova York, nos Estados Unidos, onde participaram da 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU). Ele permanece nos EUA, onde faz quarentena.

Bruno Bianco

O ministro da Advocacia-Geral da União, Bruno Bianco, confirmou, nesta sexta-feira (24), que foi contaminado pela Covid-19

Outro integrante da comitiva presidencial diagnosticado positivo para a Covid-19 foi o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Ele confirmou a doença via redes sociais. No post, o deputado reiterou críticas ao passaporte sanitário, documento que prova que seu titular encontra-se imunizado contra a Covid-19, podendo viajar sem risco de transmitir o vírus entre fronteiras.

“Tomei a 1ª dose de Pfizer e contraí Covid. Isso significa que a vacina é inútil? Não creio. Mas é mais um argumento conta (contra) o passaporte sanitário. Estudos sobre efeitos colaterais e eficácia estão ocorrendo agora”, disse o deputado.

Leia mais:
Provável fusão entre DEM e PSL pode ter Zema e Pacheco no mesmo palanque em 2022
Procurador-geral defende autocontenção institucional no MP para coibir militância partidária