O Grupo Antibomba da Polícia Federal faz nesta sexta-feira (25) operação num prédio de Brasília. Os agentes vasculham desde o início da manhã um apartamento na quadra 104 da Asa Norte, área nobre da capital federal. O jornal O Estado de S. Paulo apurou que a ação, que mobiliza setores de inteligência da PF, apura suspeitas de terrorismo internacional.

A Superintendência da PF no Distrito Federal explicou que, em função da natureza da operação, não seria possível confirmar informações. Na ação, ao menos uma pessoa teria sido detida.

Há um mês, a reportagem revelou que dois órgãos de inteligência do governo elaboraram relatórios apontando tentativas de o Estado Islâmico cooptar brasileiros para sua causa. O objetivo dos relatórios era alertar o governo da necessidade de aprovar uma lei antiterror no País. A discussão está parada no Senado.

A partir da reportagem, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pautou o assunto, que não foi votado porque partidos como PT exigiram uma audiência pública para discutir o tema. A audiência ainda não foi agendada, mas, segundo interlocutores de Renan, deve ocorrer nos próximos dias.