O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, que "grandes emissores" de gases causadores do efeito estufa deveriam se esforçar mais para chegar à neutralidade de carbono no combate às mudanças climáticas.

Guterres concedeu a primeira entrevista do ano na sede da ONU, em Nova York, nessa terça-feira (4). Ele falou sobre um novo alerta de crise climática feito pela Organização Mundial de Meteorologia, indicando que concentrações de CO2 vão atingir seu recorde em 2020.

O secretário afirmou que é importante que "grandes emissores", incluindo os Estados Unidos, a China, Índia, o Japão e a Rússia, anunciem até novembro seu comprometimento em respeitar e assumir a meta de neutralidade de carbono até 2050.


Leia mais:
Emissões de gases podem elevar temperatura em 3 graus
Ano de 2019 foi o segundo mais quente do mundo
ONU completa 75 anos com desafio do aquecimento global pela frente