SÃO PAULO - Duas amigas que se conheceram na internet e estudam na mesma universidade nos Estados Unidos descobriram ser filhas do mesmo pai, um doador de esperma colombiano. 
 
Mikayla Stern-Ellis, de 19 anos, e Emily Nappi, de 18, se conheceram em abril de 2013, quando buscavam acomodação para o primeiro semestre de faculdade na Universidade Tulane, em Louisiana, segundo a CNN. 
 
As meninas, nascidas na Califórnia, preencheram uma pesquisa para encontrar uma companheira de quarto e descobriram que ambas tinham mães lésbicas e eram apaixonadas por teatro. Por terem muito em comum, Mikayla entrou em contato com Emily pelo Facebook para ver se podiam dividir um dormitório. 
 
Em junho, por ocasião do Dia dos Pais, Mikayla postou na rede social agradecendo a seu doador colombiano por ter lhe dado o cromossomo X. Emily, que sabia que a mãe também tinha usado esperma de um colombiano, viu a mensagem, o que deu início à suspeita. 
 
As meninas pediram para saber o número de identificação do doador de suas mães e confirmaram há duas semanas que eram irmãs, filhas do mesmo pai. 
 
Além de se parecerem fisicamente, as jovens têm gostos em comum, sonambulismo e até compraram separadamente o mesmo casaco. 
 
"Sempre pensamos que nos parecíamos com nossas mães, mas na realidade somos muito parecidas entre nós", explicou Emily em uma entrevista à CNN. 
 
"É impressionante poder andar pelo campus e nos chamarem de irmãs agora", comentou sorrindo Mikayla em um programa da NBC. 
 
No entanto, segundo a CNN, as meninas discordam sobre ir atrás do pai biológico. Emily, apesar de ter curiosidade em conhecê-lo, diz que não faz falta. Já Mikayla quer encontrá-lo desde pequena, mas afirmou à rede americana que vai esperar porque, por ora, a descoberta da irmã "é mais do que suficiente".