O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 1,7 ponto na passagem de janeiro para fevereiro. Com isso, o indicador chegou a 99,8 pontos, o mesmo nível de fevereiro de 2019.

A confiança subiu em cinco dos seis segmentos pesquisados pela FGV. A melhora do índice foi mais influenciada pelo aumento da confiança no futuro, medida pelo Índice de Expectativas, que avançou 2,6 pontos, ao passar para 107 pontos, maior nível desde fevereiro de 2019 (107,2).

A confiança no momento presente, medida pelo Índice de Situação Atual, também cresceu mas de forma mais moderada (0,7 ponto) e chegou a 92,6 pontos.
 

Leia mais:
Empresários otimistas com as vendas para o Carnaval em BH
CNC estima crescimento de 5,3% do varejo em 2020
Comércio varejista fecha ano com alta de 1,8% nas vendas