As sucessivas quedas da produção industrial estão levando as transportadoras de carga a mudarem o foco de atuação. Prova disso é a estratégia da TNT, uma das gigantes do setor, que vai apostar suas fichas nas pequenas e médias empresas em 2016.

Com dez centros de distribuição instalados em Minas e uma média de 25 mil volumes transportados por dia no Estado, a TNT quer conquistar a parcela do mercado composta por pequenos representantes dos setores de cosméticos, farmácia e peças automotivas.

A mudança reflete a retração generalizada da economia que já levou a indústria mineira a registrar perda de 14,5% de faturamento real no acumulado de janeiro a setembro, conforme dados da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).

O nicho logístico, por consequência, já tem uma perda média de 35% no faturamento no mesmo período, segundo levantamento do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga do Estado de Minas Gerais (Setcemg).

Regionalização

O diretor regional da TNT no Sudeste, William Tobaro, explica que a empresa já tem grande penetração entre as grandes indústrias e, agora, a ideia é disputar mercados regionais.

“Isso faz parte do que chamamos de plano de mil dias. Vamos padronizar os processos em todas as nossas filiais e buscar rentabilidade com novos entrantes. Queremos competir com os preços das concorrentes regionais e buscar as empresas menores”, explica.

O investimento em tecnologia é uma das ferramentas oferecidas pela TNT para brigar pelo novo mercado. Hoje, os veículos da empresa podem ser rastreados por meio de um aplicativo que é instalado no celular do próprio cliente. Assim, as empresas podem saber o trajeto da carga e o tempo restante para a entrega.

Além disso, as travas dos mais de 2.500 veículos e 1.500 agregados que compõem a frota da transportadora em todo país só podem ser abertas com comando da central de segurança, garantindo a integridade dos produtos transportados.

“Conseguimos uma redução de 30% nos roubos de carga por meio desse sistema”, completa Tobaro.

Abrangência

A TNT atua em mais de 200 países com serviços de transporte que incluem o modal aéreo. Na America Latina, a empresa é a única com transporte rodoviário na Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

No Brasil, a transportadora conta com mais de sete mil funcionários e atua em todo território nacional com cobertura de pouco mais cinco mil municípios.

No Sudeste, a transportadora ampliou a participação de mercado em cerca de 19% em 2014, na comparação com o ano anterior. A unidade de Belo Horizonte cresceu 8,29%.