A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) decretou, nesta terça-feira (2), luto oficial de três dias pela morte de Nelson Freire. O pianista de 77 anos morreu na segunda-feira (1º) em decorrência de um acidente doméstico, na casa onde morava no Rio de Janeiro.

“Uma perda irreparável para a cultura brasileira. De talento raro e requintado, Nelson Freire deixa um riquíssimo legado para o mundo da música. Mineiro de Boa Esperança, Freire é, reconhecidamente, um dos maiores pianistas da nossa geração”, afirma o presidente da ALMG, deputado Agostinho Patrus.

Considerado um dos mais importantes e virtuosos pianistas da atualidade, o mineiro está sendo velado, nesta terça-feira, no Theatro Municipal, no Rio. O corpo de Nelson Freire será sepultado em Boa Esperança, no Sul de Minas. 

“Lamento profundamente a morte deste gênio das artes e externo minha solidariedade a familiares e amigos. Em respeito à memória de Nelson Freire, passa a vigorar, a partir de 1° de novembro, data do falecimento, luto oficial de três dias na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, respeitado o luto nacional pelo Dia de Finados”, concluiu o parlamentar.

Leia Mais:
Morre nesta segunda o pianista mineiro Nelson Freire, um dos grandes nomes da música clássica