O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) viajou, neste domingo (19), para Nova York, nos Estados Unidos, para participar da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Essa será a terceira vez que o atual chefe do Executivo federal discursa no evento. 

Em transmissão nas redes sociais na última quinta-feira (16), Bolsonaro explicou como será seu discurso na abertura da Assembleia. “Vamos mostrar objetivamente o que é o Brasil, o que estamos fazendo na questão da pandemia, coisa que somos atacados o tempo todo né, bem como o agronegócio, a energia no Brasil”, disse.

Mesmo sem ter tomado a vacina contra a Covid-19, Bolsonaro, bem como os demais líderes de Estado, não serão impedidos da participação no evento, que ocorrerá de forma híbrida (alguns presencialmente e outros on-line). Apesar disso, o presidente brasileiro precisará fazer um teste PCR antes de chegar aos EUA.

Entre os temas que devem ser abordados pelo presidente estão o meio ambiente e a Covid-19.

Além dele, os ministros das Relações Exteriores, Carlos França; da Saúde, Marcelo Queiroga; da Economia, Paulo Guedes; da Justiça, Anderson Torres; do Meio Ambiente, Joaquim Leite, da Secretaria Geral, Eduardo Ramos, e do gabinete institucional, Augusto Heleno, além de outros, seguiram ao país.

Leia mais:
Carro pega fogo e incendeia mata na Grande BH; veja histórico de fogos em Minas
Projeto da Uerj quer medir carga de coronavírus no ar em tempo real
Pesquisadores criam algoritmo para analisar ressonância magnética