O segundo turno das eleições em Minas Gerais, que ocorre neste domingo (29), já teve 16 ocorrências registradas pelo Gabinete Institucional de Segurança, informou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Uma pessoa foi presa pela Polícia Militar (PM) em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

Por lá, ainda segundo o tribunal, 15 boletins policiais foram contabilizados. Entre eles, um refere-se à apreensão de oito bandeiras do candidato à prefeitura Felipe Saliba (DEM) na altura do número 5.400 da avenida João César de Oliveira. Ninguém foi detido. Em toda a cidade, 48 bandeiras de material de campanha foram apreendidas na cidade, ao todo, durante a manhã. 

Já no bairro Eldorado, um homem de 45 anos foi levado para a delegacia de plantão da cidade após causar tumulto em frente a um centro de saúde. Segundo as informações, ele estava embriagado e conduzia um carrinho de pipoca.

Ainda em Contagem, cinco ocorrências foram registradas por conta de panfletos que foram recolhidos em locais de votação. Em outro episódio, no bairro Jardim Industrial, santinhos foram espalhados nos arredores da Escola Municipal Pedro de Alcântara Júnior. 

Segundo o TRE, uma ocorrência de boca de urna foi registrada pela Polícia Civil. Não há informações sobre local ou identidade do suspeito. Ninguém foi preso.

Outra ocorrência foi registrada em Uberaba, no Triângulo, onde também é realizado o segundo turno das eleições municipais.

Drones

Novidade nas eleições deste ano, drones foram utilizados pela Polícia Federal (PF) para coibir crimes eleitorais. Em nota, a corporação informou ter realizado quatro sobrevoos pela manhã, sendo quatro em Contagem e duas em Juiz de Fora, na Zona da Mata.

Nenhuma ocorrência criminal, porém, foi registrada até o momento.

*Com Renata Galdino

Leia Mais:
No país, 364 mil eleitores justificaram ausência no segundo turno pelo e-Título
Ministério da Justiça contabiliza 10 prisões e 125 ocorrências no segundo turno
Felipe Saliba vota em Contagem e avalia campanha como positiva