Dados divulgados hoje (12) pela Pré-Sal Petróleo (PPSA), empresa vinculada ao Ministério de Minas e Energia, revelam que os três contratos de produção em regime de partilha no pré-sal produziram 9,3 milhões de barris de petróleo e 51 milhões de metros cúbicos de gás natural, disponíveis para comercialização, no primeiro semestre deste ano.

No período, a União teve direito a uma parcela de 1,7 milhão de barris de petróleo e 18,4 milhões de metros cúbicos de gás natural. Os contratos reúnem a Área de Desenvolvimento de Mero, o Entorno de Sapinhoá e o Sudoeste de Tartaruga Verde.

As informações constam do Boletim Mensal dos Contratos de Partilha de Produção, elaborado pela PPSA. A empresa foi criada em 2013 e atua em três frentes: gestão dos contratos de partilha de produção, gestão da comercialização de petróleo e gás natural e a representação da União nos acordos de unitização, ou individualização.

A produção na Área de Desenvolvimento de Mero foi iniciada em novembro de 2017; em novembro de 2018 foi a vez do Entorno de Sapinhoá entrar em produção, seguindo-se, em dezembro do mesmo ano, a do Sudoeste de Tartaruga Verde. A produção acumulada dos três contratos alcança 40,6 milhões de barris de petróleo e 162 milhões de metros cúbicos de gás.

Junho

De acordo com o boletim da PPSA, a média diária da produção total dos três contratos, no último mês de junho, foi de 46 mil barris de petróleo por dia (bpd), sendo 26 mil bpd na Área de Desenvolvimento de Mero, 9 mil bpd em Entorno de Sapinhoá e 11 mil bpd em Sudoeste de Tartaruga Verde. Esse resultado superou em 9,5% o registrado em maio de 2020 e foi 25,8% inferior ao de junho de 2019. 

Embora as atividades tenham sido interrompidas em junho por cinco dias, devido a condições meteorológicas e oceanográficas, a produção voltou a crescer. A previsão, entretanto, é de que a produção continuará limitada até que a segunda linha de serviço seja instalada, o que deverá ocorrer no quarto trimestre de 2020.

Segundo informou a PPSA, a União teve direito a uma parcela da produção de 8,7 mil bpd em junho, registrando expansão de 70,6% em comparação a maio de 2020 e de 13% em relação a junho de 2019. 

Gás natural

Os contratos relativos a Entorno de Sapinhoá e Sudoeste de Tartaruga Verde registraram produção total com média de 260 mil metros cúbicos por dia (m³/dia) de gás natural, sendo 176 mil m³/dia em Entorno de Sapinhoá e 84 mil m³/dia em Sudoeste de Tartaruga Verde. Na comparação com maio deste ano, o resultado foi 9,7% inferior; mas superou em 3,6% o desempenho verificado em junho de 2019.

A parcela média da União como excedente em gás natural em junho de 2020 foi de 97 mil m³/dia, referente aos contratos de Entorno de Sapinhoá (97.091m³/dia) e Sudoeste de Tartaruga Verde (192m³/dia). O gás natural produzido em Mero não teve aproveitamento comercial até o momento.