Abraçasso

Tetos dos carros receberam frase em inglês contra o presidente Jair Bolsonaro

Em tempos de pandemia, o abraço à avenida do Contorno deu lugar ao "Abraçasso Automotivo". Foi assim que movimentos sociais, liderados pelo Coletivo Alvorada, e partidos de esquerda foram às ruas de BH neste domingo (26) para protestar contra o governo do presidente Jair Bolsonaro e defender as populações indígenas, intensamente impactadas pela Covid-19. Segundo números dos manifestantes, cerca de 600 morreram de Covid-19, enquanto o total de infectados passaria de 16 mil.

Os casos se concentraram nas imediações da Praça da Estação e se dirigiram à Praça da Bandeira, onde terminou o giro que, de acordo com os organizadores, reuniu mais de uma centena de veículos. Muitos deles ganharam, no teto, faixas com as letras que compuseram as frases de protesto (como Stop Bolsonaro, numa tentativa de que as imagens cheguem a outros países).