Levantamento do site Mercado Mineiro, feito em 162 postos da Região Metropolitana de Belo Horizonte, entre 28 e 30 maio, reforça a máxima de que o melhor caminho, na hora de encher o tanque, é fazer uma ampla pesquisa de preços. A variação encontrada na cidade, no caso da gasolina, foi de 22%; já em relação ao etanol, a discrepância de valores entre bombas chegou a 28%.

A região da capital mineira com a gasolina comum mais barata é a Nordeste, onde o preço médio está em R$ 3,90. A mais cara é a da Centro-Sul, com R$ 4,03. Contagem tem gasolina a R$ 3,906 e Betim, a R$ 3,961.

Como a gasolina, o etanol também apresenta valores mais altos na Centro-Sul (R$ 2,64, em média) e os mais baixos na Nordeste (R$ 2,43). Contagem e Betim aparecem com médias de R$ 2,46 e R$ 2,59, respectivamente.

De acordo com a pesquisa, o preço do etanol nas bombas caiu 1,74% em relação a levantamento feito no dia 3 de maio. A gasolina, por sua vez, subiu 0,74% (três centavos), no mesmo perído. No comparativo, o etanol corresponde a 64% do valor da gaosolina, sendo o primeiro mais vantajoso para o motorista.

O litro do Diesel S-10 também reduziu no último mês. O preço médio, que era de R$ 3,417, em 3 de maio, caiu para R$ 3,206 - uma queda de 6,18% pelo litro. O menor preço do Diesel S-10 é de R$ 2,939 e o maior, de R$ 3,599, com uma variação de 22,46%.