O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), criticou, na noite desta sexta-feira (24), a crise política pela qual passa o Brasil em meio ao crescente número de casos e óbitos por Covid-19 no país. Segundo Kalil, o momento é de foco ao combate à proliferação do novo coronavírus.

"Este é o país da piada pronta: mil mortes em dois dias, mas o assunto é política em Brasília", afirmou, em publicação em seu Twitter pessoal.

A crise política brasileira foi intensificada nesta sexta após o pedido de demissão do então ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Jair Bolsonaro (sem partido), Sergio Moro. Ao tomar a decisão, o jurista afirmou que o fez, dentre outras razões, após Bolsonaro ter dito que queria uma pessoa da confiança no comando da Polícia Federal, alguém a quem pudesse telefonar e obter informações.

Já o presidente da República rebateu a afirmação, informando que Moro exigiu uma vaga no Supremo Tribunal Federal para aceitar a troca da direção da PF, acusação que foi contra-atacada por Moro, que informou tratar-se de uma inverdade.