O presidente Jair Bolsonaro pediu desculpas, na tarde desta quarta-feira (1º), por ter postado em sua rede social um vídeo de fake news sobre desabastecimento na Central de Abastecimento de Minas Gerais (Ceasa-MG). Na gravação, um homem mostrava um galpão com pouco movimento e dizia "Isso aqui se chama desabastecimento. Fome também mata, desespero e caos matam".

A Ceasa-MG informou que gravação foi feita no momento de limpeza e que, por isso, o local estava vazio.

"Foi publicado em minhas redes sociais um vídeo que não condiz com a realidade para com o Ceasa/MG. Minhas sinceras desculpas pelo erro", publicou o presidente em uma rede social.