O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou que vai isolar idosos de comunidades cariocas em hotéis para tentar conter a disseminação da Covid-19 nessa parcela da população que é considerada grupo de risco para a doença. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa virtual nesse sábado (21).

Crivella disse que a prefeitura está em contato com proprietários desses estabelecimentos para que possam abrigar idosos com autonomia, moradores de áreas de risco, evitando assim o contato social com familiares, para que eles não se contaminem com o vírus. Segundo o prefeito, apesar do aumento no número de casos, a capital fluminense tem uma curva de infectados pouco abaixo da que era esperada para este momento. A maior parte dos casos da Covid-19 se concentra nos bairros da zona sul e na Barra da Tijuca, na zona oeste.

Crivella vai pedir ao Ministério da Defesa que praças e soldados ajudem no serviço de abordagem aos idosos que estejam circulando nesses bairros, avisando para que se preservem em casa. Ele também solicitou que todos os supermercados do município organizem um sistema de entrega em domicílio, com prioridade para as pessoas acima de 60 anos.

Durante o período de crise, os restaurantes populares do Rio de Janeiro vão passar a atender também no jantar, além do café e almoço. E os cerca de 10 mil trabalhadores informais cadastrados na prefeitura devem receber cestas básicas do governo local. A prefeitura também está organizando três abrigos para moradores em situação de rua.