Os hotéis de Belo Horizonte estão inovando para atrair os turistas que visitarão a capital durante o feriado de Carnaval. Com mimos que vão desde drinques especiais, brindes, competições e sessões de massagem a maquiadores profissionais para “montar” quem sairá nos blocos de rua e desfiles em toda a cidade, a disputa se acirra para fisgar o número recorde de 5 milhões de foliões previstos este ano. 

A aposta do setor é proporcionar experiências que preparem o visitante para a folia, além de ajudar os hóspedes a relaxarem após cada dia de desgaste físico na maratona carnavalesca. É o caso do drinque “Pipa do vovô não sobe mais”, para animar o pessoal com a mistura de catuaba, energético, pó de guaraná e vodka. 
“Pensamos em atividades do início ao fim, desde o pré, com os drinques com nomes de marchinhas ou canções que devem estourar no Carnaval, até as massagens relaxantes de 18h às 21h, para descansar ou simplesmente repor as energias, antes de emendar a festa noturna”, explica Kátia Portilho, executiva de contas e relações públicas do hotel Tryp by Wyndham BH Savassi, hospedaria na Savassi. O hotel vai viver seu primeiro Carnaval belo-horizontino com a proposta de aliar tecnologia e interação, não apenas entre hóspedes, mas com os foliões que passarem pelas proximidades. 

Na porta, mesmo quem não estiver hospedado poderá desfrutar das gravações de vídeos curtos, feitos por um videomaker e enviado aos participantes pelo Whatsapp. Também haverá uma quadra de futebol de sabão, montada no domingo de Carnaval. “Nosso objetivo é estimular esse convívio, que é o espírito dos blocos de rua de BH”, reforça Katia.

Ocupação
Funcionando desde maio, o local tem uma ocupação regular de 68%, com foco em turismo de negócios. Antecipando lotação máxima durante os festejos, o último balanço já indicava 87% das acomodações reservadas, superando os 80% que a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Minas Gerais (ABIHMG) calcula em média para a área central da cidade.

A associação também prevê 58% de preenchimento das vagas nos estabelecimentos das demais regiões. O Intercity BH Expo, no bairro Gameleira, Oeste de BH, prevê 68% de ocupação e para tal flexibilizará os horários de check-out e do café da manhã, adequando-se aos foliões que acordarem mais tarde. E em caso de ressaca, o “kit carnaval” distribuído também terá medicamentos para amenizar a ressaca do dia seguinte.

São adaptações cada vez mais comuns para a rede hoteleira, diz Patrícia Coutinho, diretora de comunicação da ABIHMG. “Os hotéis têm se preparado para a data com medidas para atender a um público diferente, já que a hotelaria na cidade é mais empresarial, no restante do ano”, afirma.