Já sabe onde vai passar este Ano Novo? Se ainda não decidiu o destino, é melhor se apressar, porque esta semana é a ideal para comprar passagens de avião com preços mais baixos, segundo um levantamento da Skyscanner, plataforma de busca e comparação de custos de passagens. 

Conforme aponta a pesquisa, a semana iniciada no dia 29 de outubro (sim! esta terça) é a mais econômica para quem procura bilhetes aéreos pelo Brasil para viagens de Réveillon, sendo que os voos reservados nesta época saem até 14% mais baratos do que o preço médio para voos domésticos no período. A plataforma usa como parâmetro a evolução dos preços ao longo do ano em anos anteriores.

Mas antes de decidir o destino e finalizar a compra, é importante observar alguns detalhes. Segundo a presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), Magda Nassar, a palavra-chave para não estourar o orçamento no fim do ano é o planejamento.

"No Brasil, as pessoas têm a tendência de não programar as viagens com antecedência, até porque a gente mora em um país instável financeiramente. Mas a nossa recomendação para economizar é se programar antes", sugere. 

O diretor nacional do buscador de voos Viajala, Eduardo Martins completa:  "Para esta época do ano, há três palavras mágicas que podem fazer toda a diferença: antecedência, flexibilidade e pesquisa". 

Segundo ele, o período ideal para procurar passagens para destinos nacionais é de 45 a 60 dias antes da data da viagem. "Se começar a busca por passagens com mais de 60 dias antes da data, a variação de preços é menor, não há tanta diferença. Já se a busca acontecer com menos de 45 dias de antecedência os preços são mais altos". 

 

Veja, abaixo, cinco dicas do diretor nacional do Viajala, Eduardo Martins, para não estourar o orçamento no fim do ano:

1. Rotas alternativas

Como o Ano Novo é o período mais concorrido de viagens para o Brasil, empatado com o Carnaval, acaba havendo um crescimento expressivo na demanda para os destinos mais concorridos.

"O preço da passagem se comporta de forma dinâmica, sempre afetado pela demanda. Quanto mais cobiçado pelos viajantes é o destino, mais caro será o voo para lá. Então, a nossa sugestão é fugir das rotas mais disputadas e procurar destinos que tenham um contrafluxo. Partindo de Minas, por exemplo, uma boa alternativa é Vitória, no Espírito Santo, ou praias no interior de São Paulo, como Atibaia", conta Martins.

2. Flexibilidade 

Outra dica é ter flexibilidade para fechar o dia da viagem. Mesmo que nem sempre seja possível, já que muitos trabalhadores acabam dependendo de escalas de plantão de fim de ano ou férias coletivas para decidirem se irão viajar. 

"Mas se o viajante tiver opção, o melhor a se fazer é, talvez, antecipar em alguns dias a ida ou adiar em dois ou três dias a volta, o que já pode fazer grande diferença no preço", detalha.

3. Os voos que ninguém quer

Ainda com base na dica anterior, outra forma de economizar é buscar pelos 'voos que ninguém quer', ou seja, aqueles de madrugada, com conexão e os da véspera de Ano Novo, como do dia 31, ou o dia 24, no Natal. "Porque uma coisa que acaba aumentando muito o valor da passagem é que todo mundo quer voar nos mesmos dias, por exemplo, no Natal, todo mundo quer sair dia 23, ninguém quer viajar a noite no dia 24. Mas se o viajante topa, talvez um destes voos pode ser mais interessante financeiramente". 

4. Antecipação

Comprar com antecedência é a chave do sucesso para quem quer economizar nas viagens, especialmente, as de alta temporada como no Ano Novo. Para isso, vale começar a pesquisar os destinos e rotas até mesmo com mais antecedência, já no primeiro semestre. 

5. Sangue frio

Sem afobação. "Tem que ter sangue frio para tomar a decisão e não comprar por impulso. Não pode ser pela emoção, tem que ser muito bem planejado. Por isso é importante planejar a viagem de Ano Novo com o máximo de antecedência", conclui. 

Leia mais:

Comércio online projeta faturamento 18% maior na black Friday deste ano
Consumidor pode remarcar viagem a praias atingidas por mancha de óleo