Ministro do Turismo, o mineiro Marcelo Álvaro Antônio (PSL) foi afastado do governo de Jair Bolsonaro para tomar posse no mandato de deputado federal. O decreto de exoneração, assinado pelo presidente, está publicado na edição desta quarta-feira (6) do Diário Oficial da União.

Em sua conta no Twitter, o deputado fez uma postagem afirmando que a exoneração do cargo de ministro é temporária e que, nesta quinta-feira (7), retorna à pasta. Segundo ele, a medida é para que assuma como parlamentar no Congresso.

“Em tempos de fake news, importante avisar: Hoje tomo posse na Câmara dos Deputados e amanhã (quinta) retorno às atividades frente ao Ministério do Turismo”, escreveu.

Histórico

Nascido em Belo Horizonte, Marcelo tem 44 anos e foi o candidato a deputado mais votado de Minas em 2018. Ele conquistou a vaga na Câmara com 230 mil votos pelo PSL, sigla de Jair Bolsonaro.

Em 1º de fevereiro, dia da posse dos deputados na Casa, foi o único ministro-deputado a não deixar temporariamente a função. Os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Tereza Cristina (Agricultura) e Osmar Terra (Cidadania) foram liberados para assumir seus mandatos. Marcelo foi vereador da capital mineira antes de se eleger deputado pela primeira vez, em 2014.

Leia mais:

Economia com reforma da Previdência será de R$ 1 trilhão em 10 anos

Mourão diz que reforma da Previdência segue este mês para o Congresso

Bolsonaro tem previsão de alta adiada e terá que tomar antibióticos