Jair Bolsonaro atingiu 24% das intenções de votos, segundo a pesquisa Datafolha, índice dois pontos percentuais superior ao registrado na última edição do levantamento, realizado em 22 de agosto. Essa é a primeira versão do estudo após o atentado ao candidato.

Ciro Gomes (PDT) parece ter recebido parte dos votos de Lula, que será substituído hoje por Fernando Haddad (PT) na corrida eleitoral, e atingiu 13%, aumento de três pontos percentuais quando comparado à edição de 22 de agosto.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo em parceria com a Folha de São Paulo. O índice de confiança é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. 2.804 pessoas foram entrevistadas em 197 municípios.

Marina Silva (Rede), que tinha 16% dos votos, caiu na pesquisa e fechou em 11%. Em seguida aparece Geraldo Alckmin (PSDB), que subiu um ponto percentual e alcançou 10%, e Fernando Haddad (PT), que foi de 4% para 9%.

Álvaro Dias (Podemos), João Amoedo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) têm 3% das intenções de voto cada. Guilherme Boulos (PSol), Cabo Daciolo (Pen) e Vera (PSTU) têm 1%.

Segundo turno

Em um cenário de segundo turno entre Bolsonaro e Ciro, o pedetista levaria a melhor com 45%, diferença de 10 pontos percentuais sobre Bolsonaro. Quanto são testados os nomes de Bolsonaro e Haddad, o petista ficaria com 39% dos votos, um ponto percentual acima do primeiro colocado nas pesquisas.

Confira os cenários de segundo turno:

Marina 43% X Bolsonaro 37%
- brancos e nulos: 18%

Ciro 39%X Alckmin 35%
- brancos e nulos: 23%

Alckmin 43% X Bolsonaro 34%
- brancos e nulos: 20%

Marina 38% X Alckmin 37%
- brancos e nulos: 23%

Ciro 45% X Bolsonaro 35%
- brancos e nulos: 17%

Alckmin 43% X Haddad 29%
- brancos e nulos: 25%

Haddad 39% X Bolsonaro 38%
- brancos e nulos: 20%

Ciro 41% X Marina 35%
- brancos e nulos: 22%

Marina 42% X Haddad 31%
- brancos e nulos: 25%