A poucos dias da aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, descartou a ocorrência de falta de energia durante os dias da avaliação. As provas do Enem serão realizadas em 1,6 mil municípios de todo o país no próximo fim de semana (3 e 4 de novembro). O ministro informou que está em contato permanente com os órgãos responsáveis pelo setor energético no país para evitar transtornos aos candidatos.
 
“Não acreditamos que vai acontecer [queda de energia], é um feriado prolongado, mas estamos com o organismo que controla a gestão do sistema elétrico nos mantendo informados durante todo o processo. Estamos monitorando [a possibilidade de] chuva, a previsão do tempo, para ver se serão necessárias medidas complementares”, ressaltou.
 
Na semana passada, nove estados do Nordeste e parte do Norte sofreram com a falta de energia. O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hübner, acredita que o episódio tenha sido motivado por falha humana, porém não intencional.
 
Hübner também informou que a Aneel está trabalhando em parceria com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para buscar as causas dos últimos casos de falta de energia no país. Em setembro, todos os estados da Região Nordeste e o Pará também foram atingidos pelo problema.