Candidato do PHS à Prefeitura de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, prometeu ontem retomar todas as obras paralisadas na capital mineira. Em evento de campanha nos bairros Pindorama e Alípio de Melo, o ex-dirigente do Atlético afirmou que vai brigar em Brasília para garantir repasses à capital mineira.

“Nós vamos acabar todas as obras paradas de Belo Horizonte. Nós sabemos que temos quase R$ 200 milhões de reais em obras do orçamento Participativo na Caixa Econômica Federal”, disse o candidato, afirmando estar preocupado com as obras inacabadas, “principalmente em regiões mais periféricas”. Ele não citou quais seriam elas.

Kalil conversou com comerciantes e ouviu eleitores sobre as carências dos locais. Saneamento, educação e saúde foram três temas recorrentes nas reclamações.

O candidato caminhou acompanhado do vice, Paulo Lamac (Rede) e do deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PR), aliado do governador Fernando Pimentel que declarou apoio ao candidato. 

PSDB

Já o candidato João Leite (PSDB) recebeu o apoio de jogadores de futebol amador. Reunidos no campo do Pitangui, na Lagoinha, região Centro-Sul da capital, lideranças do futebol amador declararam a opção de voto em João Leite. 

“Esperamos ter mais campos como este do Pitangui”, cobrou o presidente da Associação dos Representantes dos Clubes do Futebol Amador de Belo Horizonte, João Batista.

Leite prometeu programa específico para a categoria. “Temos vários clubes que formaram atletas profissionais, alguns foram à Seleção Brasileira, jogaram no exterior”, afirmou o candidato que é ex-jogador de futebol profissional.

João Leite disse que vai criar as Vilas Olímpicas, com a construção de estruturas esportivas para crianças e jovens de vilas, favelas e aglomerados. “Como prefeito farei uma verdadeira revolução no futebol amador de Belo Horizonte. Deixo aqui o meu compromisso, principalmente com os clubes que investirem nas crianças”, disse o candidato.

João Leite também visitou a Feira Coberta do Padre Eustáquio e o centro comercial do bairro Alípio de Melo. Em outra agenda, ele fez uma carreata pela região.

Corrida

A cerca de duas semanas para as eleições, os candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte iniciaram uma verdadeira maratona pelo voto dos indecisos ou daqueles que anularam o direito de escolher no primeiro turno. Os postulantes dividem o tempo entre o corpo a corpo com eleitores e gravações para o programa eleitoral gratuito. 

Prefeitura se posiciona

Procurada, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Belo Horizonte afirmou desconhecer a informação dos R$200 milhões mencionados por Alexandre Kalil. O órgão informou que aguarda a liberação do Governo Federal e do Ministério das Cidades para investimento nas seguintes obras: BRT Move Amazonas (cerca de R$200 milhões), construção da estação São José (R$40 milhões), bacia de retenção do Calafate (R$400 milhões) e continuação do Boulevard Arrouda até a rodoviária (sem valor estipulado).