PARIS - A manifestação prevista para sábado (22) diante da Grande Mesquita de Paris para protestar contra o filme anti-islâmico "Inocência dos Muçulmanos" foi proibida pelo comando da polícia da capital francesa.

Uma pessoa havia apresentado na prefeitura um pedido para uma manifestação no sábado diante da Grande Mesquita da capital francesa, segundo uma fonte religiosa que pediu anonimato.

O comandante da polícia assinou um decreto no qual explica ao interessado que a manifestação foi proibida.

"Se o organizador mantivera a manifestação, corre o risco de seis meses de prisão e a pagar 7.500 euros de multa", afirmou uma fonte policial, que não revelou detalhes sobre autor do pedido.

O primeiro-ministro francês, Jean-Marc Ayrault, já havia informado na quarta-feira que a manifestação seria proibida.

A convocação para protestar no sábado, em Paris e várias grandes cidades da França, fundamentalmente contra o filme "Inocência dos Muçulmanos", além das charges de Maomé publicadas na revista francesa Charlie Hebdo de caricaturas de Maomé, está circulando nas redes sociais.