Chama a atenção de quem passa pela avenida Silviano Brandão e pela rua Pouso Alegre, na vizinhança do Hospital Infantil São Camilo, uma obra de grandes proporções. No local, será erguida mais uma loja Epa Supermercados, além de uma torre residencial.

É mais unidade da rede que abrirá as portas em Minas neste ano, num conjunto de 11 programadas para 2016. A construtora MRV Engenharia é a responsável pela obra.
Segundo o diretor de Marketing da rede Epa, que faz parte do Grupo DMA Distribuidora S/A, Roberto Gozende, a previsão é gerar quase dois mil empregos com as inaugurações.

Além da loja da avenida Silviano Brandão, serão abertos supermercados na rua do Ouro, na Serra, no Buritis e no Pompeia, em Belo Horizonte, no Jardim Canadá, em Nova Lima, e cidades do interior, entre elas Lagoa Santa. O investimento para abrir cada loja gira, em média, em torno de R$ 2 milhões.

“Isso é acreditar, é ir à luta e não dar tempo para a crise”, diz Gozende, que já completou 25 anos de casa. Para ele, na época atual, onde o consumidor tem menos tempo e o dinheiro está mais curto, é preciso estar cada vez mais perto do cliente e também oferecer preços convidativos.

“Fizemos um estudo e percebemos que mesmo os moradores da Zona Sul procuram bons preços, embora não queiram abrir mão da qualidade. O público A e B, apesar de mais abastado, também não gosta de jogar dinheiro fora, nem o tempo, que é precioso”, afirma o executivo.

Troca de bandeira

Da mesma pesquisa, surgiu a ideia de trocar a bandeira Mart Plus por Epa Plus. O processo foi iniciado em outubro de 2014 e finalizado no segundo semestre de 2015. A mudança, que incluiu a reformulação de mix, com mais de 8000 itens nas gôndolas, rendeu ao grupo vendas em dobro.

“Trabalhamos no preço e na variedade de produtos para agradar a todos os gostos e bolsos. Também instalamos açougue em muitas lojas, para ganhar em logística e oferecer alimentos mais frescos”, afirma.

A DMA possui hoje mais de 100 lojas em operação distribuídas em Minas, onde emprega 10 mil funcionários, e no Espírito Santo, com geração de 2 mil empregos diretos.