Autoridades militares da Ucrânia informaram que forças do governo estão retirando lançadores de foguetes da linha de frente de combate com separatistas pró-Rússia, colocando em prática o que foi decido no último cessar-fogo.

O porta-voz militar coronel Andriy Lysenko disse que lançadores Uragan eram retirados para até 35 quilômetros a linha de contato.

Os dois lados do conflito, que já matou mais de 6 mil pessoas desde abril de 2014, deram garantias de que estão cumprindo as exigências de retirada de armamentos pesados. Mas monitores da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) reclamaram que têm sido impedidos de realizar as verificações para certificar que o trato está sendo respeitado.

Apesar da retirada dos armamentos pesados, vários conflitos e trocas de tiros continuam a acontecer diariamente.

Lysenko acusou os rebeldes de reunir equipamentos, armas e homens em vários locais, como forma de se prepararem para possíveis ofensivas. Fonte: Associated Press.