Funcionários de segurança egípcios disseram ter encontrado um túnel de 2,5 quilômetros, para a Faixa de Gaza, a mais longa passagem desse tipo descoberta pelo país em sua repressão contra o contrabando.

Eles afirmaram que o túnel era operado por um braço militar do movimento palestino Hamas, as Brigadas Izzedine al-Qassam, que, segundo o Egito, é uma organização terrorista envolvida nos recentes ataques contra as forças de segurança egípcias.

Detonadores e aparelhos de comunicação estão entre os dispositivos encontrados no túnel, que será destruído, afirmaram as autoridades, sob condição de anonimato.

Após um grande ataque em outubro, o Exército egípcio começou a limpar uma área neutra ao longo da fronteira com Gaza, em uma tentativa de acabar com uma rede de túneis entre fronteiras, considerada pelo Hamas uma tábua de salvação. Fonte: Associated Press.