A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) enviou à Petrobras auto de interdição do navio-plataforma Cidade de São Mateus, onde houve a explosão que deixou cinco mortos, 26 feridos e quatro desaparecidos. A explosão ocorreu na quarta-feira (11), e as buscas pelos desaparecidos prossegue.

Segundo a agência, o auto de interdição atende às normas previstas para investigação de incidentes. A Petrobras foi também notificada a não alterar ou realizar modificações e obras na área do incidente, "a não ser que haja necessidade crítica de estabilização" da estrutura da plataforma.

Nesta sexta-feira, 17 pessoas estão a bordo da embarcação, entre bombeiros, representantes da BW Offshore, operadora da plataforma, e especialistas em resgate e combate a incêndio.