Após cerca de um mês de férias, os pilotos de Fórmula 1 retornarão às pistas no próximo dia 2, quando acontece o Grande Prêmio da Bélgica. O circuito de Spa-Francorchamps traz boas recordações ao piloto finlandês Kimi Raikkonen, da Lotus, que já venceu quatro
edições da prova.

Com 116 pontos, o finlandês é o quinto colocado do Mundial, 48 pontos atrás do líder Fernando Alonso, da Ferrari. Embora tenha quatro adversários à frente, o piloto acredita que pode reverter a diferença nas próximas nove etapas.

"Eu estou agora em quinto lugar no campeonato e, obviamente, tenho o objetivo de conseguir mais pontos do que os caras na minha frente. Quanto menor a diferença para os líderes é, melhor para mim e para a equipe", declarou à revista Autosport.

Mesmo com o bom retrospecto em Spa, o piloto descarta que seja favorito para a competição. Embora considere os resultados importantes, Raikkonen não crê que eles o ajudarão na pista nesta temporada.

"Normalmente eu tenho conseguido bons resultados no Grande Prêmio da Bélgica, mas o que aconteceu antes não me ajuda agora. Obviamente, seria ótimo vencer em Spa pela quinta vez. Não ganhei durante a primeira parte da temporada e os pontos extras são sempre bons", disse.

O fato de não ter subido no lugar mais alto do pódio nesta temporada incomoda o finlandês, que considera que isso não aconteceu devido a erros durante dos treinos de classificação para as provas. No entanto, segundo ele, a regularidade obtida pela equipe Lotus deve ser levada em consideração.

"É claro que preferia ganhar do que terminar em segundo ou terceiro, mas é uma longa temporada e eu acho que nós estamos melhorando o tempo todo. Se vier, ótimo, se não vamos continuar tentando", concluiu.