O espanhol Fernando Alonso, atual líder do mundial de pilotos da Fórmula 1, ainda lamenta a ausência do polonês Robert Kubica na categoria. Ex-piloto da antiga Renault – atual Lotus –, Kubica sofreu acidente no período de pré-temporada de 2011, durante o Rali Ronde di Andora, na Itália, sofrendo ferimentos graves no lado direito de seu corpo. A série de lesões impossibilita o polonês de voltar à Fórmula 1, fato que ainda o incomoda, segundo Alonso.

“Conversamos com frequência e sei o quanto o machuca estar tão longe daquilo que sempre foi o seu mundo. Ele precisa se manter calmo e pensar, antes de tudo, em recuperar totalmente a funcionalidade de seu corpo, para que, depois, pense em correr”, afirma o piloto da Ferrari, em entrevista à revista inglesa F1 Racing.

Para Alonso, porém, é difícil cravar se Kubica poderá um dia voltar a atuar na Fórmula 1, principalmente em se tratando do nível por ele apresentado antes do acidente.

“É muito difícil dizer se Robert retornará totalmente à sua forma para poder correr novamente na F1”, confessa. Atualmente, o polonês segue realizando tratamento para restabelecer suas condições físicas. Em abril deste ano, o piloto guiou um carro de rali no mesmo local em que se acidentou.

Kubica e Alonso são grandes amigos fora das pistas, chegando a trocar vastos elogios em declarações à imprensa – o espanhol chegou a apontar o polonês como o piloto mais talentoso da categoria, no início deste ano.